quinta-feira, 28 de outubro de 2010

A NORMOSE DA NEUROSE



Vivemos hoje numa sociedade na qual o que mais importa é levar vantagem em tudo, estar no topo; o que menos importa são os meios; tudo pelos fins; que se tornam os começos; não interessa os endereços nem os adereços; muito menos os apreços.
Ser ou estar neurótico é andar na moda.
Quem não é ainda neurótico; é velharia, revisionista.
Mas, neste mundo pós-moderno do tudo a jato; algumas correntes de formadores de opinião começam a ditar que normose da neurose já era - a moda agora é surtar. Alguns mais afoitos acham que o máximo é esquizofrenir.

Mas, como entre nós ainda predominam os neuróticos de vários tipos e configurações; identifique o seu – encontre sua tribo ou inove; mas, não seja guloso; só vale se identificar com menos de três estilos:

Neurose de Angústia.
Nela a pessoa sofre de ansiedade permanente, constante, quase sem descanso. Quem já tem medo de sentir medo não vale.

Neurose Fóbica.
O indivíduo focaliza seu medo num objeto ou numa situação. Medo de H1N1 não vale mais.

Neurose Histérica.
Nesta situação a pessoa produz sintomas físicos. TPM não vale.

Neurose Obsessiva.
É a obsessão no sentido psiquiátrico, há fixação mental num tema ou situação.

Neurastenia.
É o cansaço crônico, capaz de paralisar a vida normal da pessoa, conduzindo depois à somatização.

Hipocondria.
O indivíduo preocupa-se em exagero com órgãos físicos e suas funções.

Depressões Reativas.
Reflete um estado de profundo abatimento com pessimismo, desinteresse, idéias fixas e sentimento de culpa.

Auto/Obsessão.
Indivíduos que vivem voltados para si mesmos e preocupam-se em excesso com a saúde ou fatos corriqueiros da vida. Sofrem por inúmeras coisas. Quem só pensa naquilo também não vale; é démodé.

Você já pode se considerar uma pessoa de tendências de vanguarda quando já têm predominância das atitudes que possam caracterizá-lo como:
Personalidade Psicopata.
Psicótico.
Esquizofrênico.

Não se orgulhe; pois, logo, logo como as relações estão cada vez mais competitivas e estranhas. Todos querem estar junto com os seus no topo da pirâmide do consumo; daí, esses tipos de comportamento vão tornar-se normose de novo.

Na ânsia de tornar-se diferente; cuidado com o impulso e a tentação de tornar-se um serial killer dos interesses e sonhos dos outros.

Já tomou seu ansiolítico hoje?
Esqueceu?
Está querendo sair da normose?

Um comentário:

tomikim disse...

Olá Américo!


Muitas antenas e "antenas" emitindo ondas no espaço!
Dá confusão ambiental e mental...

A sorte nossa é, ter pessoas como vc que enviam ondas boas!
Captando...

Livros Publicados

Livros Publicados
Não ensine a criança a adoecer

Pequenos descuidos, grandes problemas

Pequenos descuidos, grandes problemas

Quem ama cuida

Quem ama cuida

Chegando à casa espírita

Chegando à casa espírita

Saúde ou doença, a escolha é sua

Saúde ou doença, a escolha é sua

A reforma íntima começa no berço

A reforma íntima começa no berço

Educar para um mundo novo

Educar para um mundo novo