domingo, 5 de dezembro de 2010

SORRIA - A VIDA É UM BREVE INSTANTE OU SERÁ UM MOMENTO?

Vivemos como se a vida não nos pertencesse.

Somos seres ainda muito mais reativos do que proativos; nossa forma de sentir cada instante costuma ser uma resposta imediata e proporcional às ações externas positivas ou negativas que atuam sobre cada um de nós.
Desse modo, em cada um deles vivemos uma condição emocional e afetiva que não é fixa; já que depende de fatores externos. Essa forma instável de viver e sentir explica a origem de várias doenças.
Alerta:
Vivemos uma aceleração dos instantes; além disso, pulsos de energia cósmica estão tornando as reações desproporcionais á ação que as desencadeou.

O que é um instante?

Usamos cada ins.tan.te como adjetivo?
- Que está para acontecer; para vir; iminente.
- Pertinaz; insistente.
- Urgente; inadiável; indispensável.
- Que se insta; que se solicita com tenacidade.

Como substantivo?
- Momento; um ponto determinado no tempo.
- Ocasião; hora; tempo indeterminado no qual algo ocorre.

Espaço de tempo? Espaço/tempo? Experiência em andamento? Segue regras e padrões pré/estabelecidos? Pura sensibilidade e emoção? Tudo isso, e muito mais?

Instantes podem ser medidos?
No calendário ou no relógio? - Qual a diferença entre um do tipo fração de segundo e outro eternidade? - Há grandes e pequenos? - Ação ou reação? Indispensáveis? Úteis e inúteis? Inadiáveis? Irreversíveis? Retornáveis? Descartáveis?

Cada um de nós vai responder segundo a sua forma de perceber a vida neste relativo instante. A lei da relatividade se aplica aos ins.tan.tes?
Cada qual irá interpretar segundo o que está “rolando” na sua vida. Pode ser com lucidez, de forma emocional; e até depende de suas relações afetivas.

Talvez seja mais prático dizer que ele é subjetivo, adjetivo e substantivo ao mesmo tempo; e que depende de sensações e de interpretação.

Deve ser vivido de forma intensa como se fosse o último?

Sem dúvida é uma maneira forte e interessante de viver a vida, poderosa e ao mesmo tempo perigosa para quem pensar pouco. Posta em prática com pouco discernimento pode gerar a ânsia, a ansiedade, a angústia e até a morte prematura.
Pensando bem, será que existe um ultimo instante para qualquer coisa?
O mais provável é que nossa vida seja uma carreira de instantes; uma experiência depois da outra; dentro de outros instantes maiores.

Para onde vão os instantes?
Arquivados no DNA? Registro Cósmico? Nas dobras do tempo?
Como acessá-los?
Com o foco da consciência? Qual a senha?
Quanto tempo dura a lembrança de um instante? Posso reter só os que eu desejar?
São sempre voluntários ou podem ser compulsórios?

Sábios costumam dizer que nossa própria vida é um breve instante – poucos se aventuraram a dizer quantos momentos cabem num instante - Ou quantos instantes cabem num momento – Instantes e momentos podem ser confundidos?

Cá mais em baixo; para nós no day by day:
Tudo leva a crer que podem ser sentidos como emoções.
Há os de raiva, os de medo, de alegria, de prazer, os de egoísmo e os de solidariedade...
Cada um deles tem a sua própria beleza e podemos repetir sempre os que mais gostamos.
O melhor de tudo é que usando a inteligência podemos transmutar a emoção de cada instante.
Cada um de nós vai viver os seus de ação como lhe aprouver; já os de reação estão limitados á ação anterior; que pode ser modificada...

Receita de sábios:
Quer aproveitar bem cada instante?
Concentre-se apenas nele.
Sinta-o.
O que estiver fazendo durante esse momento, faça-o com amor e bem feito...

A máquina do tempo nos fotografa a cada instante.
Sorria! – É nóis na foto cósmica que será colada no álbum da vida!
Ocê não vai querer sair com essa carinha bicuda de substantivo – Vai?
O instante tá mais prá reação do que prá ação?
Então faz cara de adjetivo e diga: XIS!
Anda logo que o momento insta, urge!
Mas, não te tornes um chato insistente – ao menos neste momento!

Um comentário:

tomikim disse...

Olá Américo!

Obrigada por estar conosco!(^^)

Livros Publicados

Livros Publicados
Não ensine a criança a adoecer

Pequenos descuidos, grandes problemas

Pequenos descuidos, grandes problemas

Quem ama cuida

Quem ama cuida

Chegando à casa espírita

Chegando à casa espírita

Saúde ou doença, a escolha é sua

Saúde ou doença, a escolha é sua

A reforma íntima começa no berço

A reforma íntima começa no berço

Educar para um mundo novo

Educar para um mundo novo